BIOLOGIA

Conteúdos para alunos do Ensino Medio. Não se esqueça de deixar o seu recado!
"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer". (Albert Einstein)


Blog de notícias saúde, aulas, artigos, informações e muito mais...

Seguidores

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

constipacao
Constipação Intestinal

A constipação intestinal, também conhecida como “prisão de ventre”, é uma alteração especifica do trânsito intestinal, sendo caracterizada pela diminuição de evacuações, fezes endurecidas e esforço evacuatório.
A vida moderna com alimentação pobre em fibras, líquidos e refeições em horários irregulares em muito contribui para a constipação intestinal. Causas secundárias também podem estar relacionadas, como efeitos colaterais de medicamentos, falta de exercício físico, ansiedade, diabetes, hipotireoidismo, neoplasias intestinais, doenças neurológicas e musculares, gravidez, etc.
A participação da nutrição se dá com a utilização das fibras alimentares, que promovem efeitos fisiológicos benéficos como laxação e atenuação do colesterol e glicose sanguíneos. Elas apresentam, também, grande vantagem em relação aos medicamentos, pois estes “viciam” a mucosa intestinal, além de apresentarem possíveis efeitos secundários prejudiciais.
Seguem algumas orientações nutricionais de aspecto geral, lembrando que é sempre importante a orientação de um nutricionista para que seja realizada uma avaliação clínica-nutricional individualizada evitando, assim, o consumo de suplementos e/ou medicamentos de forma indiscriminada.




Prefira:
- Ingestão de, no mínimo,  2 litros de água/dia, de preferência gelada e 200 ml em jejum;
- Mastigar bem os alimentos;
- Cereais integrais; farelos de aveia ou trigo; hortaliças fibrosas (folhosas) cruas; frutas laxativas (mamão, laranja, ameixa, etc.); frutas passas (figo, ameixa, damasco);
- Consumir as frutas com bagaço e casca;
- Iogurte, coalhada ou leite fermentados;
- Realizar as refeições no intervalo de 3 em 3 horas;
- Praticar atividade física regular;
Evitar:
- Laxativos sem prévia orientação;
- Alimentos constipantes para muitas pessoas, tais como: maçã, banana, chuchu, abobrinha, batata, mandioquinha, goiaba, limão, chá preto, amidos ou farináceos refinados, açúcar e alimentos específicos que você sabe que lhe causam prisão de ventre.
Nutricionista Clínica

Referências Bibliográficas:
MACHADO, W.M; CAPELARI. S.M. Evaluation of the efficacy and adherence to long-term use of dietary fiber in the treatment of functional intestinal constipation - Rev. Nutr., Campinas, 23(2):231-238, mar./abr., 2010;
GOMES, M.C.R; LEÃO, L.S.C.S. Manual de nutrição clínica. 8 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008;
KHALIF, I.L.; QUIGLEY, E.M.M.; KONOVITCH, E.A. et al. Alterations in the colonic flora and intestinal permeability and evidence of immune activation in chronic constipation. Digest Liver Dis; 37: 838-849,2005.
CUPPARI, L. Nutrição clínica no adulto. 2 ed. rev e ampl. – Barueri, SP: Manole, 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog